SESC Flamengo! Hora dos playoffs, Hora da Verdade!

SESC RJ Flamengo x SESI Bauru
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

SESC Flamengo depois de temporada irregular, busca enfim se encontrar na Superliga de Vôlei Feminina.

Sesc Flamengo inicia nesta quinta feira a batalha nas quartas de de final contra o perigoso SESI Bauru.
A equipe carioca que terminou a fase de classificação em 5° lugar terá a desvantagem de jogar 2 partidas fora se assim for necessário.
Por ter terminado na 4° colocação o direito de jogar mais partidas em seu ginásio acabou ficando com a equipe paulista.

CBV Sugere Playoffs no estilho bolhas, mas times recusam.

Vale ressaltar que devido aos casos alarmantes que acontecem em todo país devido a COVID 19, a Confederação Brasileira de Vôlei sugeriu que o sistema de playoffs fosse disputado no modo bolha, onde as equipes iriam para o CT de Saquarema-RJ e ficariam por esse período isoladas, sem necessidades de viagens, deslocamentos, aeroportos enfim, reduzindo ao máximo possível a exposição de todos envolvidos no clube.
A CBV ainda se prontificou a custear a estadia de todas as equipes que estivessem ligadas a essa fase da Superliga feminina, ou seja enfim a Confederação sendo sensata.
De forma inacreditável, porque os outros termos que aqui tenho não cabem em um texto público a maioria dos clubes tanto na superliga feminina, quanto na masculina negaram essa opção.
Sim meus amigos, a maioria dos clubes preferiram expor ainda mais, atletas e comissão técnica sabe se lá porquê.
Lembrando que estamos vivendo um dos períodos mais tristes da nossa história.
Casos e variações aumentando, sistema de saúde querendo chegar ao limite e a média móvel de mortes cada dia maior. Um pouquinho de senso nesse momento seria o mínimo.
Os clubes estão jogando sem torcida mesmo, se enclausurar em uma bolha só protegeria ainda mais quem promove o espetáculo.
Mas vamos falar de bola paro o alto.

SESC Flamengo inicia batalha nos playoffs nesta quinta!

Como já dito acima na próxima quinta se inicia os playoffs da Superliga feminina de Vôlei.
Minas Itambé, Osasco,/São Cristóvão Saúde, Dentil Praia Clube, SESI Bauru, SESC Flamengo, São Paulo FC Barueri, Curitiba Vôlei e Brasilia Vôlei, serão os times que estarão nessa fase. 

Serão 8 cidades diferentes de 4 estados.
Na primeira Fase o Itambé Minas sobrou na turma, o time somou incríveis 63 pontos com apenas 1 derrota em toda competição.
A segunda colocação vem com 13 pontos a menos e uma inconstância normal nos times dessa superliga. Osasco com 50 pontos.
A terceira posição acabou sendo meio frustrante para o investimento que foi feito no projeto. O Praia Clube assim como Osasco tbm
Terminou com 50 pontos, e aquelas oscilações absurdas permitindo o time fazer partidas memoráveis como também tenebrosas.
A equipe do SESI Bauru não fugiu dessa regra. Jogadoras faziam partidas muito boas e decaiam no jogo seguinte.

Poderia ter conseguido sorte maior pois ficou há apenas 1 ponto dos 2 que estavam a sua frente. 49 pontos foi onde o time da vila Leopoldina resolveu chegar.
O São Paulo Barueri foi uma grata surpresa. Uma equipe muito jovem e briosa que deu trabalho para muita gente grande.
Comandada pelo técnico José Roberto Guimarães, jovens talentos se destacaram, não chegaram para serem campeãs, mas se outros times não ficarem atentos o Barueri avança.
A equipe do São Paulo terminou na 6° posição com 39 pontos.
O Curitiba da campeã Olímpica Valesquinha, terminou em 7° somando 28 pontos, já o Brasília da jogadora Sassa terminou na 8° colocação com 24 pontos.
Pinheiros em 9° com 23 pontos e Fluminense em 10° com 15 ficaram pelo caminho.

Os times rebaixados para superliga B foram São José dos Pinhais que terminou na
penúltima colocação com 13 pontos, e o São Caetano equipe que representa uma cidade
muito tradicional do nosso vôlei na lanterna sem marcar um ponto sequer.

Os altos e baixos de um SESC Flamengo diferente.

A fusão entre Sesc Rio e Flamengo foi uma explosão logo que foi anunciada.
O técnico Bernardo Rezende enfim se rendia em unir o seu projeto a um clube de massa.
A primeira temporada seria de orçamento mais modesto porém como sempre o comandante conseguiu montar um bom time com bons nomes do nosso vôlei, mas alguma coisa ainda não deu liga.
Aquele time que estamos acostumados a ver no comando do técnico apareceu poucas vezes nessa superliga.
Precisamos destacar também que o time sofreu muito com contusões de jogadoras e até mesmo surtos de COVID dentro da equipe.
O Próprio Bernardo ficou afastado por alguns jogos do comando da equipe por precisar se recuperar da doença.

A impressão que dava era que o Sesc Flamengo nunca jogou 100% na competição. As jogadoras nunca estiveram todas ao mesmo tempo em suas melhores formas físicas.
Com isso o campeonato foi passando e o time oscilando durante todo ele.
Em 22 jogos o Sesc RJ Flamengo conquistou 14 vitórias, e amargou 8 derrotas.
Muitos desses jogos perdidos de forma apática, sem aquele poder de recuperação que nos acostumamos a ver nos times montados pelo SESC Rio ao longo dos anos.

Melhor jogo foi contra o Praia Clube

Sem aquele volume de jogo peculiar dos times comandados por Bernardinho.
Provavelmente o melhor momento do Sesc RJ Flamengo no campeonato tenha sido o jogo contra o Dentil Praia Clube pelo turno onde o Mengão venceu por 3 x 1 tirando uma desvantagem de 24 x 18 no quarto set.

Ali a equipe demonstrou o quanto poderia render em uma vitória maiúscula.
Nesse jogo Ana Cristina foi a maior pontuadora Rubro-Negra com 20 pontos só não sendo a maior do jogo pois Fernanda Garay do Praia marcou 21 pontos.
A equipe passou por momentos complicados também como as 2 derrotas para o maior rival Osasco. Uma por 3 x 0 e outra por 3 x 2 sendo que na partida do returno, os 2 técnicos estavam afastados por causa da Covid.

SESC Flamengo x SESI Bauru

Agora é hora dos playoffs,  zerar tudo e em melhor de 3 jogos tudo será definido.
Na fase de classificação foram 2 derrotas para o adversário dessas quartas de final. No Turno em jogo disputadíssimo foi 3 sets a 2 com direito a 15 x 13 no time tie-breack, Já no returno um 3 x 1 definiu o jogo.
A equipe tem potencial. Jogadoras podem render melhor do que renderam na fase de
classificação. Agora é virar a página e torcer para que a garra que o Rio sempre teve e que é marca do Flamengo apareça e faça a diferença.
Que nossas guerreiras comecem a escrever uma nova história.

Jogos SESC Flamengo Fase de classificação! 

SESC Flamengo 3 x 1 Brasília Vôlei 

3 x 0 São Caetano

3 x 0 Pinheiros

3 x 2 Curitiba Vôlei

3 x 0 Fluminense

3 x 0 São Paulo

0 x 3 Osasco São Cristovão Saúde

2 x 3 SESI Vôlei Bauru

0 x 3 Itambé Minas

0 x 3 São José dos Pinhais

3 x 1 Praia Clube

Returno 

SESC Flamengo 3 x 2 Brasília

3 x 0 São Caetano

3 x 0 Pinheiros

3 x 0 Curitiba

3 x 0 Fluminense

0 x 3 São Paulo

2 x 3 Osasco 

1 x 3 SESI Bauru

0 x 3 Minas

3 x 1 São José dos Pinhais

0 x 3 Praia Clube

Quartas de Finais

11/03 19:00 SporTV 2 (SESI Vôlei Bauru x SESC Flamengo)

15/03 19:00 SporTV 2 (SESC Flamengo x SESI Vôlei Bauru)

Se necessário 19/03 SporTV 2 (SESI Vôlei Bauru x SESC Flamengo)

Redação Rubro-Negra o projeto de torcedores, feito para torcedores!

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação