Pintado como “Malvadão”, Flamengo é o time mais solidário durante a pandemia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Não teve faixa na entrada dos jogos, não tiveram coletivas anunciando doações, tampouco tiveram altos falantes e grandes veículos noticiando o que o Flamengo tem feito durante a pandemia. Mas, como se espera de um clube cidadão, o rubro-negro foi sem dúvidas o time mais solidário durante a pandemia que assola o Brasil e o mundo.

O Flamengo, que há muito era cobrado por uma VP de Responsabilidade Social, esse ano mostra que a criação da pasta, hoje chefiada por Walter D’agostino, era mais que necessária e foi o carro chefe para fazer uma série de ações para ajudar ao próximo durante a Pandemia.

Veja algumas das ações que o Flamengo realizou:

Doação de Cestas Básicas:

Em abril o Flamengo fez uma doação de 640 cestas básicas para os moradores da Chatuba de Mesquita. A ação de responsabilidade social foi apoiada por familiares de dirigentes e jogadores e aconteceu no Instituto Mundo Novo.

Ainda em abril, o Flamengo realizou mais uma entrega da campanha “SOS Favela/Viva Rio” e “Nação Solidária, Flamengo campeão dentro e fora de campo”. Dessa vez, na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana. Moradores da comunidade receberam as cestas básicas e o álcool em gel. A ação contou com apoio do projeto Raiz da Bola.

Em junho, o ‘Nação Solidária’, em parceria com o SOS Favela/Viva Rio, o Flamengo realizou a distribuição de cestas básicas e álcool em gel no Morro do Salgueiro, localizado na Zona Norte do Rio. Ao todo, 150 unidades de álcool em gel e 120 cestas básicas foram entregues na comunidade.

Doação de Alcool em Gel:

O Flamengo fechou parceria com a LBBio (Laboratório Brasileiro de Biologia) para licenciar sua marca em produtos de álcool em gel. No acordo, o clube destinou mais de 200 mil unidades às comunidades carentes do Rio de Janeiro.

Comunidades como Ladeira dos Tabajaras, Parque Conquista, Chapéu Mangueira e Morro da Babilônia, Nova Brasília, Vila Cruzeiro, Complexo do Alemão, Vila Aliança, Maracanã, Centro do Rio e outras, foram contempladas com doações de Álcool em gel para seus moradores.

Doações para ambulantes:

Solidário aos ambulantes que ficaram sem sua renda devido a interrupção dos jogos no Maracanã, o Flamengo distribuiu máscaras, álcool em gel e cartão alimentação para todos os ambulantes que atuavam dentro do estádio.

Doação de Máscaras e kits de Higiene:

O Flamengo cedeu aos ambulantes e às confecções o direito de reproduzirem a sua marca de forma gratuita nas máscaras, e foi além, doou máscaras e produtos de higiene em mais de 60 comunidades.

E essa iniciativa deu retorno, como mostra o vídeo de uma confecção de máscaras no Complexo do Alemão:

Doação à jogadores:
O Flamengo distribuiu na sexta-feira vales-alimentação no valor de R$ 100 para 30 jogadores de clubes das séries B1 e B2 do Campeonato Carioca. A ideia partiu do próprio elenco profissional rubro-negro que foi solidário aos companheiros de profissão nesse momento.
Atletas de Audax e do Bonsucesso foram os primeiros à receberem a ajuda. Nos próximos dias, atletas de outros sete times serão contemplados: Maricá, Nova Cidade, Olaria, Esporte Clube RJ/SP, São Gonçalo, Barcelona e Itaboraí.
Além do vale-alimentação, o Flamengo também distribuiu algumas camisas autografadas do clube. A ideia é amenizar os impactos causados pela pandemia de coronavírus no Rio de Janeiro. 

Jogador recebe a doação de vale alimentação
Foto: Marcelo Cortes – Flamengo

Além disso alguns jogadores como Bruno Henrique, Gerson e Rafinha, influenciadores como Guilherme do canal Fla Zoeiro  e o Canal Coluna do Fla, com apoio do BS2, então parceiro do Flamengo, também fizeram campanhas para doações de cestas para as comunidades carentes.

Em junho, o clube havia divulgado o seguinte balanço em suas redes sociais:

O clube tem se esforçado para ser exemplo e ajudar à todos em volta durante a pandemia.

Um time gigante, solidário, campeão dentro e fora de campo.

Orgulho rubro-negro.

Por Jerônimo Simeão Júnior. (@jeronimosjunior)

 

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação