Pedro Nunes: Futuro promissor no FlaBasquete!

Pedro Nunes FlaBasquete
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Pedro Nunes é um daqueles jovens promissores que estão sendo lapidados para ter um grande futuro não só no basquete Rubro-Negro, mas também para bilhar com a camisa da seleção brasileira.

Pedro Nunes: Jovem Talento da geração 2000!

O talentoso ala que completou 20 anos no dia 23 de agosto. Chegou ao Flabasquete  em julho do ano passado (2019), pôde disputar além do Novo Basquete Brasil, a Liga de desenvolvimento  e vem aproveitando a chance de estar do lado de grandes ídolos do nosso basquete.

Pedro Nunes que é natural de Vitória no Espírito Santo, tem 1,99 de altura, e segundo o grande mestre e técnico rubro-negro Gustavo de Conti tem um potencial e uma versatilidade que o colocará entre os grandes.

Elogios do Mestre, Gustavo de Conti!

Em entrevista ao site Garrafão Rubro-Negro, Gustavinho destacou não ter duvidas do grande jogador que Pedro já é, dando a deixa que provavelmente o garoto terá mais minutagens na equipe na temporada que estar por vir.

Gustavo de Conti ainda destacou algumas características de Pedro Nunes, como bom arremesso, ótimo físico, agressivo, vai bem nos rebotes, e se precisar ainda é capaz de conduzir a bola e organizar a equipe. Ou seja, o chefe encheu a bola do garoto.

Prestes a iniciar a temporada 2020/2021 nesse “novo normal” que estamos vivendo, com a estreia do campeonato carioca que se inicia no próximo dia 28, nós do Redação Rubro-Negra, batemos um papo com a jovem promessa e pelo visto um dos pupilos do grande mestre.

Redação Rubro-Negra  – Você chegou ao Flamengo na temporada passada e pôde pegar jogos ainda com torcida. Viu como tem Rubro-Negro em qualquer ginásio que se jogue. Como você definiria sua relação hoje com o clube?

Pedro Nunes – “Hoje no Flamengo eu me sinto em casa, já é meu segundo ano no clube e desde o primeiro dia me senti apoiado por todos os meus companheiros, comissão técnica, diretoria, enfim… todo mundo. É uma sensação muito boa, sinto que todos têm muita confiança em mim e estou muito confiante para essa temporada.”

RRN – O Flamengo tinha grandes chances de conquistar o NBB 12, era líder, jogava o melhor basquete e a equipe ainda tinha muita margem de evolução. Como você recebeu o encerramento da temporada sem uma final?

PN – “Acho que no momento foi a melhor decisão, estávamos no começo da pandemia e é nossa obrigação priorizar a saúde de todos. Porém, é muito ruim não poder finalizar uma temporada, especialmente a que tivemos, pois éramos líderes do NBB e estávamos confiantes que tínhamos grande chances de ganhar.”

RRN – Em um ano completamente fora do comum, como foi sua rotina durante a quarentena, sendo atleta, mas também ainda sendo bem jovem? Quais eram suas distrações no momento mais critico das restrições?

PN – “Tentei manter o máximo de forma física possível, me alimentando bem e fazendo os exercícios que o Bruno Nicolaci, nosso preparador físico, nos passou. Ele esteve me acompanhando durante a quarentena e isso ajudou muito a me manter em forma. Maior dificuldade foi manter esse foco com os dias passando, era muito difícil não ter uma previsão para voltar aos treinamentos e continuar treinando mesmo assim. Mas graças à motivação, principalmente da minha família, fiz o melhor trabalho possível durante esse período, mesmo com as limitações de não sair de casa.”

RRN – Em entrevista ao Garrafão Rubro-Negro, O técnico Gustavinho rasgou elogios sobre você. Como é sua relação com ele? E como você o vê como comandante desse timaço? A gente percebe o quanto ele é exigente, mas também um mestre, ainda mais com os mais novos.

PN – “Temos uma relação muito boa, acho que o que temos em comum é que nós dois somos muito profissionais, e também temos uma vontade absurda de vencer, me identifico muito com ele nesses aspectos. É um grande treinador, na minha opinião, o melhor que temos em nosso país agora, e é realmente um privilégio poder aprender e conviver com um profissional desse nível. Gosto da exigência dele, pois está sempre me tirando da zona de conforto e isso me ajuda a melhorar como jogador.”

RRN – O Flamengo montou um timaço na temporada passada, e agora forma um verdadeiro esquadrão. Em relação a convívio, pode levar em consideração os Que deixaram o clube. Quem seria seu grande parceiro? Teria alguma grande inspiração no elenco e por que?

PN – “Acho muito difícil nomear um só (risos), o clima no vestiário é realmente muito bom, somos todos muito próximos.

Converso bastante com todos, na verdade, mas acho que os caras que tenho mais proximidade são o Léo, Yago e Jhonatan; Esses daí são meus parceiros de sempre na resenha. Um dos meus ídolos é o Marquinhos, desde que cheguei no Flamengo observei muito ele e me inspirei bastante tanto na questão técnica, quanto na questão mental; É um dos maiores jogadores que temos no Brasil e depois de poder trabalhar com ele e observá-lo de perto, hoje se tornou um ídolo para mim.”

Pedro Nunes junto com Marquinhos e Olivinha no jogo que decretou a passagem do Flamengo para as finais da Champios – Foto: divulgação Flamengo

(Jhonatan Luz citado por Pedro, será o próximo entrevistado do FlaBasquete  do RRN, a resenha  já sai nessa segunda feira.)

RRN – O basquete para você é?

Pedro Nunes – “Minha vida, meu porto seguro.”

RRN – Ainda esta muito no começo de sua carreira, mas quando olha para frente, onde imagina estar? Teria vontade de jogar ao lado de algum jogador?

PN – Não tenho um jogador específico que gostaria de jogar, mas com certeza chegar na NBA é um dos meus principais objetivos (provavelmente de todo jogador jovem) e vou trabalhar muito para poder conquistar isso.

RRN – Que dica você daria para jovens que sonham em jogar basquete?

PN – “Nunca desistir dos seus sonhos, não importa o que os outros falem ou pensem de você, o importante é você confiar no seu potencial e trabalhar incansavelmente para poder alcançá-los um dia.”

RRN – Deixe um recado para nação, e o que podemos esperar de Pedro Nunes para essa próxima temporada.

PN – Espero que seja um ano de muitos títulos, muitas vitórias, mas também de muito trabalho e esforço. Nação, da minha parte não vai faltar nada disso, máximo de entrega e comprometimento em cada treino e jogo desta temporada, SRN.

Pedro Nunes / Foto: Divulgação Flamengo

O garoto tem futuro, e com esse pensamento de trabalhar duro misturado com um talento que já é dele, tem tudo para ser um dos nossos grandes em breve.

Como esta escrito acima, oficialmente a temporada para nosso FlaBasquete começa no próximo dia 28, com o orgulho da nação buscando seu 46° título carioca. Clique aqui para saber como será a tabela da competição.

O nosso Redação Rubro-Negra vai entrar com tudo nessa cobertura com equipe in loco trazendo o melhor conteúdo para todos vocês.

É ficar atento, colar na gente aqui no site e em nossas redes sociais e torcer para mais uma temporada vitoriosa do nosso basquete.

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação