Mancha Alviverde, organizada do Palmeiras, emite comunicado oficial após vice da Supercopa do Brasil; confira

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

No último domingo (11), o Flamengo enfrentou o Palmeiras, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela decisão da Supercopa do Brasil 2021. Após empate de 2 a 2 no tempo regulamentar, a decisão foi para as penalidades e o Rubro-Negro garantiu o título do torneio, ao vencer a equipe paulista por 6 a 5.

Depois da derrota, a Mancha Alviverde, maior torcida organizada palmeirense, foi às redes sociais manifestar a sua insatisfação com o resultado. Através de um comunicado oficial, a organização exaltou a entrega do time, mas exigiu a demissão do zagueiro Luan e acusou o favorecimento da arbitragem ao Flamengo, em razão de um pênalti corretamente anulado pelo VAR. Além disso, a nota reafirma a necessidade de reforços para o clube paulista e “ataca” Gabigol, após provocação do jogador do Flamengo.

Confira, na íntegra, o comunicado da Mancha Alviverde:

Salve, família alviverde!

A dor de uma derrota é superada quando vemos a vontade de vencer. E isso não faltou ao time. A garra, coragem e o espírito de equipe foram nossos melhores jogadores. O Weverton já é um capítulo a parte. Nem sempre venceremos… Mas quando cairmos, tem que ser lutando e de pé. Uma salva de palmas pela vontade.

A torcida é a unica que sempre terá 100% de razão, pois somos conduzidos exclusivamente pela paixão. Se a escalação for errada, a torcida tem o direito de questionar e, quem quer que esteja conduzindo o time, tem que respeitar e jamais ironizar. Créditos também se acabam. Se a torcida exigir a saída de um jogador do time, a sua exigência será realizada de uma forma ou de outra. Fora Luan!

Todas as chances foram dadas a esse jogador. Todos os erros já foram perdoados. Todas as falhas já foram justificadas. Chega. Não aceitamos mais que esse “azarado” vista o nosso manto. É muito azar (alguns chamam de ruindade) para uma única pessoa. Falta de responsabilidade deixar em campo um atleta que prejudicou o Palmeiras em tantas decisões importantes.

  • Falha na Libertadores contra o Boca Juniors
  • Pênalti infantil no Mundial
  • Expulsão na final da Copa do Brasil que poderia ter custado o título
  • Falha na final da Supercopa e pênalti desperdiçado de forma bisonha

Em uma empresa, esses pontos seriam motivos de sobra para demissão por justa causa, por falta de capacidade. Exigimos (não é um pedido) a rescisão do contrato desse “azarado” Luan. Já deixamos escrito e avisado: ele não terá paz. Aliás, paz ele encontrará fora do Palmeiras. Acorda diretoria!

É difícil criticar quando temos títulos e mais títulos e mesmo assim vocês conseguem essa proeza.

  • Contratações:

Temos que acordar para contratações, pois qualquer time vencedor precisa de reforços para manter-se vencedor, para suprir suas necessidades (todos têm) e apenas para aumentar o patamar. Se temos dinheiro em caixa. Se tem clube endividado contratando. Se temos necessidade de reposição em algumas posições. Se temos campeonato em cima de campeonato… Por que apenas uma contratação até o momento? Vamos tirar o escorpião do bolso e ir para o mercado. Faltam poucos detalhes para estarmos em outro patamar. Acorda, diretoria do Palmeiras! Acorda!

  • Força nos bastidores:

O time da globo e da CBF mostrou que está em outro “patamar”. Realmente eles estão em outro nível quando se fala em força de bastidores. O Palmeiras não pode aceitar calado a quantidade de “convidados” do time carioca no estádio. Inadmissível! Notória a força que eles possuem na CBF. Em uma decisão equilibrada, é uma vantagem qualquer voz que venha da arquibancada. Estamos falando de emocional e estamos falando do que é certo… Por que eles podem e nós não? Acorda, diretoria do Palmeiras! Acorda!

  • VARmengo:

O VARmengo conseguiu nos tirar um pênalti legítimo. Se a linha faz parte da área, a imagem mostra o pé do nosso jogador na linha. Só que o VARmengo viu outra coisa e, infelizmente, até entendemos, pois eles sempre foram beneficiados. O que não podemos aceitar é ficar na omissão. A diretoria do Palmeiras não pode se silenciar e aceitar uma falha dessas. Mudaria o resultado do jogo totalmente. Acorda, diretoria do Palmeiras! Acorda!!

  • Menos é menos:

Tem um certo grupinho de samba que só fez sucesso cantando as músicas dos outros. Normal, afinal, quem não tem talento precisa ir no embalo dos outros. Bacana para o cantor desse grupo tirar onda junto com o imbecil do Gabigol, mas a pandemia acaba em breve e o show tem que continuar. Como dissemos, o menos é menos, mesmo. Agora o que não dá para aceitar é que esse mesmo grupo de pagode, há menos de 1 mês estava na festa do título da Libertadores do Palmeiras. A nossa diretoria novamente valorizou quem não deveria valorizar. Seria fácil contratar qualquer cantor palmeirense, mas deram dinheiro para esse grupinho. São situações pequenas que fazem com que a diretoria do Palmeiras não seja 100% grande. Acorda, diretoria do Palmeiras! Acorda!

Bora lá, Palmeirão! A temporada só está começando! Vamos continuar “avisando” e, como sempre, apoiando. Avanti Palestra!

– Diretoria Mancha Alvi Verde

Palmeiras
Foto: Thais Magalhães/CBF

Veja também: Após a conquista da Supercopa do Brasil, Rogério Ceni destaca a importância de Diego Alves para o Flamengo

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação