Jovens do Flamengo vencem o Nova Iguaçu por 1 a 0 no Maracanã

Flamengo-e-Nova-Iguacu-Redacao-Rubro-Negra
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Yuri Marçal em ação pelo Flamengo antes de ser substituído por dores musculares.

O Flamengo enfrentou nesta terça-feira (02/03) a equipe do Nova Iguaçu. Com o elenco principal ainda de férias, coube aos garotos do ninho buscarem a vitória na noite de estreia no Campeonato Carioca. A equipe alternativa Rubro-Negra apresentava rostos já conhecidos no profissional pela Nação, o goleiro Gabriel Baptista, os zagueiros Nathan e Noga, os laterais Matheusinho e Ramon, o meia João Gomes e os atacantes Gabriel Muniz e Lázaro foram aproveitados no confronto.

O primeiro tempo de partida foi marcado por amplo domínio do Flamengo. Os jovens em campo seguiram a mesma filosofia de jogo praticada pelo time principal, dessa forma a equipe se postou no campo ofensivo adquirindo a maior posse de bola. Entretanto, observamos certo nervosismo dos atletas na hora de finalizar as jogadas de ataque. Além disso, o adversário entrou em campo com a proposta de se defender, contudo, os espaços de criação da molecada no campo de ataque foram restritos. Em suma, o Flamengo dominava mas não conseguia criar chances claras de gol.

O segundo tempo começou com o mesmo cenário vigente na primeira etapa, porém, o Nova Iguaçu começou a aparecer mais no campo ofensivo. Desse modo, foi evidente o aumento no nervosismo dos jovens atletas do Flamengo dentro de campo. Agora, com a junção da aflição de concretizar a busca do resultado favorável. Imediatamente, a equipe começou a cair de produção e começou a ficar exposta a ataques rápidos do time de Nova Iguaçu.

Todos os problemas citados anteriormente foram intensificados a partir dos 25 minutos do segundo tempo, quando o despreparo físico começou a virar outra questão negativa na partida. O jogador Yuri Marçal chegou a ser substituído devido ao desgaste dentro de campo. O cenário desfavorável eventualmente aumentou o drama da partida, e foi o Nova Iguaçu que conseguiu criar as melhores chances do segundo tempo.

Nesse hiato de boas chances criadas pelo Nova Iguaçu, observamos uma boa participação do goleiro Gabriel Baptista, que se mostrou seguro e deu conta do recado quando foi requisitado. A partida ia se encaminhando para um empate frustrante na estreia do Campeonato Carioca, até que aos 48 minutos o meia Max acertou um lindo chute de fora da área e consagrou a vitória do Mengão.

Apesar de todas as dificuldades enfrentadas durante a partida, podemos afirmar que o Flamengo foi muito bem representado pelos Garotos do Ninho. Bem como, a história Rubro-Negra, os jovens mostraram que se não dar para ganhar no talento, devido a uma noite pouco inspirada, se ganha na raça. Esse cenário se comunica perfeitamente com o canto da arquibancada:

“Tu és time de tradição
Raça, amor e paixão
Oh, meu mengo.”

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 1 x 0 NOVA IGUAÇU

Competição: Campeonato Carioca – Taça Guanabara

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 2 de março de 2021, terça-feira

Horário: 21h35 Árbitro: Rejane Caetano da Silva

Assistentes:
Lilian da Silva Fernandes Bruno e Andréa Izaura Mafra Marcelino de Sá

Cartões amarelos: João Gomes, Yuri de Oliveira (FLA); Yan, Mezenga (NIG)

Cartão vermelho: – Gols: Max, aos 48’/2ºT

Flamengo: Gabriel Batista, Matheuzinho, Gabriel Noga, Natan e Ramon; João Gomes, Daniel Cabral (Max) e Yuri de Oliveira (Mateus Lima); Lázaro, Rodrigo Muniz e Thiaguinho (Gabriel Barros). Técnico: Maurício Souza

Nova Iguaçu: Luis Henrique, Digão, Mezenga, Gilberto e Rafinha; Abuda, Vinícius Matheus (Vandinho), Anderson Künzel (Dieguinho) e Yan (Luã); Raphael Carioca (Ezequiel) e Canela (Leonardo). Técnico: Carlos Vitor

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação