Já é Natal!!!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Mas rapaz… Que o Flamengo se destacou logo no início da pandemia aqui no Brasil realizando muitas ações sociais a gente bem lembra. Mas o Flamengo Malvadão não parou por aí. Há exatos dois meses do Natal do Ano do Apocalipse, Isla e Gustavo Henrique deram um “dibre” antológico na Leader Magazine, se juntaram à tradicional postura da loja de departamentos e decretaram: “JÁ É NATAL NESSA PORRA!!!”.

O jogo começou esquisitíssimo. Não. Vamos falar sério. Esquisito é quando começa voando. No comecinho mesmo Nosso Flamengo estava na vibe do Novo Normal Que Não Deveria Ser de muitos dos últimos jogos. Um sono só e o Inter se aproveitou pra cair pra dentro “dicunforça”. O Hugo foi fazendo o que pôde com a sua competência habitual, sem saber que já era Natal.

O primeiro a botar um presentinho na árvore do Colorado foi o Isla. Só que o Pedro foi insensível com esse treco aí de Natal. Eu ia chamar de Pedro Grinch, mas lembrei que o Grinch não tem nem queixo pequeno, quanto mais destamanhão todo. Rapidinho devolveu a igualdade para o placar no Beira Rio, cheio de “catigoria”, e contou inclusive com a participação do Isla na jogada, como para se desculpar do molinho natalino anterior.

Mas noite de Natal tem mesmo magia. A gente nem tem como explicar (eu menos ainda porque sou ateu), mas tem. E se é Natal… Ainda que recentemente sem saco, Gustavo Henrique devolveu a magia para o placar. Sob o olhar incrédulo e emocionado de todos, olhou pro Galhardo e disse: “Vai. Você já me deu pontos demais no Cartola. Hora da gratidão. Hora de retribuir. Toma aí”. Emocionante essas coisas que só o Natal proporciona.

Como todos nós esperávamos… Flamengo voltou mais ligado do intervalo. Acelerando em ritmo de Réveillon, parecendo querer deixar pra lá os sentimentos mais puros que se apoderaram da nossa zaga na etapa inicial.

E aperta… E aperta… E aperta…

E é bola na trave… E é “usdoido” do outro lado tirando sobre a linha… E é conclusão errada.

O Internacional aproveitou para fazer alguns avanços, como quem pergunta: “Assim… A gente não tinha combinado de abrir uns presentes aí atrás?”. E até tiveram chance de ampliar o placar e também acertaram nossa trave.

Domènec, talvez já pensando no jogo de quarta, demorou bastante a fazer alterações dessa vez. De boas. O time seguia pressionando o Inter, que se segurou como pôde.

Entre erros de finalização, certa dose de azar em alguns lances, e uma pane na salinha do VAR que não parou durante todo o jogo para verificar lances que poderiam ser favoráveis ao VARmengo, que só ganhou 8 (opa, escorregou) 7 Brasileiros, 2 Libertadores e 1 Mundial, dentre outras glórias, por causa dessa tecnologia, coube a ele, Everton Miteiro, aos 66 da segunda etapa, devolver o calendário à realidade com um sutil toque de cabeça e decretar: “Hoje não, secadores duzinferno!!!!”.

Seguimos empatados em pontos. Tem rubro-negro puuuuuuuto. Eu não entendi direito, mas parece que não pode não ganhar dos times da parte baixa da tabela… Mas também não pode não ganhar dos times da parte alta.

Assim… Não custa ter fé. Bora lá… Faltam exatos dois meses. Quem sabe se mais de 40 milhões escreverem umas cartinhas bem caprichadas pro Papai Noel a gente não ganha um Unicórnio Alado, uma Fada dentro de uma garrafa, uma Elfa bem bonita pra gente dar uns rolezin na floresta… E uma campanha de futebol com 110% de aproveitamento ?

???? Tudo pode ser???? Só basta acreditar????Tudo que tiver de ser será ?????

Ops… Após o Momento Lua de Cristal, de volta à realidade. De boas. Sempre lembrando, e em teoria nem precisava, que a parte PIOR da nossa fase Jogo Pacarái com Desfalque Pacarái já passou, mas a fase em si continua aí firme e forte.

Eu acho mesmo que o Internacional vai ser o Vasc… Ops… O Vice dessa vez. Eles quase com força máxima e nós cheio de desfalques, dormindo no primeiro tempo, e distribuindo presentes de Natal, deu em igualdade no placar. Mata-mata não tem justiça, pontos corridos na maior parte das vezes tem. O Octa vem.

Bora virar a chave e ganhar do Genérico na quarta que é um adversário bem mais fácil.

Vencer, Vencer, Vencer…

E vez ou outra empatar.

Isso aqui é Muito Flamengo.

https://www.flamengo.com.br/noticias/futebol/com-gol-no-fim–flamengo-empata-com-o-internacional-por-2-a-2-em-jogo-eletrizante

http://historia.rrn.net.br/zinho-ve-flamengo-como-favorito-no-duelo-contra-o-racing-mas-faz-alerta/

 

mercioquerido@gmail.com
Facebook e Instagram: Mercio Querido
Twitter: @sorinmercio

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação