Há um ano era O Fim… Agora é só o começo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Que dia, não, senhoras e senhores? Passou muito rápido esse ano. Tão pouco tempo que eu, você, todo mundo passou a data festiva se arrepiando, chorando, lembrando e revivendo todas aquelas sensações inesquecíveis de um sonho do mundo real de forma bem intensa. Ó… Já caiu um cisco aqui ainda no primeiro parágrafo. Por coincidência há um ano vivíamos o Fim, e nessa terça estaremos ligados no Começo.

“Mas como assim começo, Sorin? A Liberta começou faz tempo”. Tá… Mas aindo lembro de certos traumas do passado, e tenho Muito Orgulho de saber que pro Nosso Flamengo a classificação para a Libertadores, e até mesmo a fase de grupos, viraram uns trecos protocolares. Uma prova? A aposentadoria da música “Ihhhhhh… Libertadores qualquer dia ‘tamo’ aí…”, que como diria meu brother Presidente Alex, adquiriu tom um tanto quanto vintage de algumas temporadas pra cá.

Nessa terça estaremos já comemorando a outra metade do pacote de lembranças durante o dia: a conquista do Hepta sem nem estar em campo, e A Conquista do Rio de Janeiro com o Maior Carnaval já feito por uma torcida na Cidade Maravilhosa. Lembro que com um minuto na Avenida Presidente Vargas, muito antes do time até mesmo desembarcar longe dali, eu já chorava, olhava a multidão que surgia de todos os lugares e proferia: “Que lindo!!! Parece o fim de um filme”

E daí vai chegar 21:30…

Todos nós do Planeta Flamengo estaremos diante da TV. E quando digo nós, claro que não me refiro só aos 42 milhões. A Arcoirizada tá nessa também. Nós na vibe do “bora repetir a história?”, e eles em um desesperado “de novo não, por favor!”.

Venho clamando dia sim e outro também nos textos pelo fim da Era dos Desfalques. Acabar não acabou, mas já há tons de normalidade e grande chance de vermos nosso Quarteto Mágico já formado nos 11 iniciais. Horinha boa da porra pra isso acontecer. Fora o Fantastic Four, Filipe Luís também está relacionado e em Buenos Aires. Flamém. Faltou o Rodrigo Caio. E olha que a gente tá é precisando desse reforço na cozinha. Mas não se pode ter tudo, né?

Do lado de lá… Do lado de lá… Caos. O Racing vem de quatro derrotas seguidas no Argentinão, com 100% de desaproveitamento. O técnico rodou a baiana (ou a dançarina de tango, sei lá) e fez profundas alterações nos treinos, porque achava que tava vazando uns trecos (me parece familiar), e essa semana, Diego Milito, ídolo do clube e diretor técnico, basicamente disse que não é nada pessoal, mas que a bagaça tá toda errada e para ele era o fim dos trabalhos. Se autovazou do Racing.

O técnico Beccacece também tem lá seu bom punhado de desfalques por lesão, e provavelmente esses dois duelos contra o Flamengo podem ser definidores da continuidade ou do fim do seu trabalho no comando da equipe. Maaaaaassssss… Que prova final dura, hein? Logo o Flamengo? Complicado. Tem dias que tudo é noite.

A vitória contra o Coritiba no treino de sábado foi de fundamental importância pra levantar a confiança da tropa. O time jogou os dois tempos em vez de só um e, apesar de outra vez perder um caminhão de gols, isso ainda é melhor do que quando aciona o Modo Arame Liso e sequer cria. E como sempre digo… Criar é com o técnico, balançar as redes é com os doidos dentro do campo e também com os Deuses do Futebol, que volta e meia estão de pá virada e não colaboram.

Bom começo pra todos nós. Eu vou fazer questão de assistir o jogo exatamente no mesmo lugar onde estava quando assisti O Fim Mítico de um ano atrás. Nem é superstição que eu não sou disso. É mais uma questão de simbologia “literária”. Um novo começo… Em sincronia com o desejo de um mesmo Fim.

Vencer, Vencer, Vencer.

Isso aqui é Muito Flamengo.

 

PETISCOS DA GLÓRIA ETERNA

. VAI FALTAR O TERCEIRO ELEMENTO. Assistirei o jogo no mesmo lugar e quase com as mesmas pessoas, vai faltar a senhorita Izzy, que certamente estará ao nosso lado na Final em janeiro. Difícil pra todo mundo repetir em uma terça à noite de Começo, a mesma formação de uma tarde de sábado de Fim. 🙍🙎🙅🙆💁🙋🙇

. DRAMA PRECOCE. Em teoria não será possível estar na mesma casa no dia da Final, já que os moradores da mesma estarão de mudança. Já recomendei aproximação baseada em puro interesse com os futuros habitantes. 🏠🏠🏠

. LUTA DESIGUAL. A Globo montou um “prano” mais furado que os do Cebolinha contra a Mônica ou os do Botafogo querendo ganhar algo. Contra o FLAMENGO: um pouco mais de Jornal Nacional e reprise de novela com extensão de tempo. Não dá nem pra saída. 📉📉📉

. GABIMARKETING. Gabigol estufou mais uma vez as rede$ ao lançar os quadros com alusão à conquista de um ano atrás. Já tem almofada, chinelo, copo, pelúcia, mini-craque… O bem que o Flamengo faz para a circulação de grana nesse país. Trem Pagador eterno. 💰💰💰💰💰

. VÍRUS MALDITO. Você conhece, eu conheço, todo mundo conhece alguém que esteve em Lima. Volta e meia a sensação é de que nem caberia essa gente toda em um estádio. Por ironia do destino, e também por conta do tartar de morcego com amoras silvestres degustado em um recanto qualquer da China… É muito improvável que a gente conheça alguém que estará dentro do Maracanã durante o jogo do Tri. 🏟🏟🏟

. NEM O EXÉRCITO. Pense… 2021, vacinas ainda sendo produzidas/distribuídas, e Flamengo ganhando o Tri no Maracanã. Não vai ter máscara, álcool gel, isolamento social e protocolo que dê conta disso do Norte ao Sul… Do Planeta. 🌎🌎🌎

 

MESA DA ARCOIRIZADA

Em respeito ao sofrimento dessa gente que, além de lutar contra seus próprios problemas, que variam desde o potencial rebaixamento à luta pela esperança de, quem sabe, conseguir uma vaga na Libertadores de 2021, o BoTTeco do Flamengo não irá abrir a mesa da tripudiação nesse Prezão.

Já basta o que esse povo vai sofrer diante da TV, vislumbrando a possibilidade de mais um pesadelo estar se iniciando diante dos seus olhares marejados de lágrimas.

Desde já obrigado por reforçarem os índices de audiência na noite dessa terça.

mercioquerido@gmail.com
Facebook e Instagram: Mercio Querido
Twitter: @sorinmercio

 

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação