Grupo do Flamengo na Libertadores: conheça os 3 adversários

Libertadores: Um dos fatos marcantes da história
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Na última sexta-feira, dia 09, a Conmebol realizou o sorteio dos grupos da Taça Libertadores 2021, entre eles o Grupo do Flamengo. Nos últimos anos, a competição tem sido dominada por brasileiros e argentinos, com 3 títulos do Brasil (Grêmio, Flamengo e Palmeiras) e um dos hermanos (River), e é um cenário que deve se repetir na atual edição, afinal, dos 32 times participantes, 15 são representantes dos dois países – praticamente a metade.

Pela tradição e maior poder econômico, é natural que ambos se sobressaiam, mas outros países do continente também têm times capazes de brigar e, no mínimo, dar dor de cabeça para os principais favoritos.

E um dos times que deve ter uma boa dor de cabeça é justamente o rubro-negro. O Grupo do Flamengo na Libertadores é o G, e não pode ser considerado exatamente da morte, mas também está longe de ser fácil, embora a equipe de Rogério Ceni seja a favorita para assegurar o primeiro lugar.

Os três adversários serão a LDU-EQU, Vélez Sarsfield-ARG e o estreante Unión La Calera-CHI.
Em resumo, uma altitude sempre complicada, um tradicional clube argentino e o novato que, em princípio, dá a impressão de ser um time fraco – mas veremos que não é bem assim.

Grupo do Flamengo

Confira agora a análise de cada um dos adversários do Grupo do Flamengo feita pelo Redação Rubro-Negra.

LDU – Equador

Posição atual no Campeonato Equatoriano: 7° lugar (6J – 2V – 4E)
Como se classificou à Libertadores: vice-campeão equatoriano em 2020
Estava em qual pote no sorteio: 2
Valor do elenco no Transfermarket: 17.65M de euros

O 2° time do Grupo do Flamengo é um adversário pra lá de conhecido, não só do Flamengo, mas também dos clubes brasileiros. Embora longe de viver um grande momento como em 2008 e 2009, a LDU sempre tem um componente que dá, literalmente, dor de cabeça aos rivais: a altitude.

O Estádio Rodrigo Paz Delgado, em Quito, fica a 2.850m acima do nível do mar. Em 2019, ano em que o Fla se sagrou bicampeão, a LDU também fez parte do grupo na primeira fase. Em dois confrontos, o time de Abel Braga perdeu fora de casa por 2×1 e ganhou no Maracanã por 3×1.

borja grupo do flamengo
Borja comemorando um dos raros gols pelo Flamengo. Atacante é esperança de gols da LDU

O destaque dos equatorianos é o atacante Cristian Borja, que inclusive já defendeu o Flamengo, em 2010, numa passagem extremamente apagada e que não deixou saudades na Nação. O técnico Pablo Repetto, em sua quarta temporada consecutiva no comando da equipe, não está com essa bola toda.

O treinador uruguaio tem sido muito questionado pela forma da equipe jogar: discreta, sem brilho e não conseguindo se impor pra cima dos adversários. Provavelmente deve brigar pelo segundo lugar do grupo. No Maraca, o Fla não deve ter dificuldades, mas o jogo no Equador, por conta da altitude, pede atenção.

Velez Sarsfield – Argentina

Posição atual no Campeonato Argentino: 1° lugar do Grupo B (8J – 6V – 1E – 1D)
Como se classificou à Libertadores: 3° colocado no Campeonato Argentino 2020
Estava em qual pote no sorteio: 3
Valor do elenco no Transfermarket: 67.28M de euros

Apesar de chegar ao Grupo do Flamengo pelo pote 3, o Vélez é mais time do que a LDU. Um combo que traz a tradição argentina com um elenco que mistura juventude e experiência. Apesar do bom momento no campeonato nacional, o Vélez foi eliminado da Copa Argentina na segunda rodada, perdendo nos pênaltis para o Talleres.

Thiago Almada
O jovem meia Thiago Almada, apesar da pouca idade, é um dos principais jogadores do Vélez

Foi semifinalista da última edição da Copa Sul Americana, quando perdeu as duas partidas para o Lanús e não conseguiu alcançar a final. O elenco tem dois jogadores conhecidos no Brasil, um deles sendo bastante familiar à torcida do Fla: o meia Mancuello, que fez parte da equipe rubro-negra em 2016 e 2017, mas não caiu nas graças da torcida (69J – 10G – 9A). Outro atleta experiente e conhecido é o ponta Ricardo Centurion, que defendeu o São Paulo.

Mas os destaques da equipe são mesmo os jovens jogadores, em especial dois deles: o meia ofensivo Thiago Almada, de 19 anos, e o ponta Orellano, também de 19 anos. A equipe do técnico Mauricio Pellegrino tem potencial e qualidade suficiente para causar problemas ao time de Rogério Ceni.

Unión La Calera – Chile

Posição atual no Campeonato Chileno: 5° lugar (2J – 1V – 1E)
Como se classificou à Libertadores: vice-campeão chileno em 2020
Estava em qual pote no sorteio: 4
Valor do elenco no Transfermarket: 11.05M de euros

O caçula do Grupo do Flamengo não deve ter forças para incomodar Gabigol e companhia. Mas duas situações podem minimizar a distância técnica entre as equipes. O gramado sintético do Estádio Municipal Nicolás Chahuán Nazar é feito de um tipo de grama artificial diferente das usadas por Palmeiras e Athlético Paranaense, que faz a bola correr ainda mais.

O outro fator é a distância do Estádio para o Aeroporto. Situado em La Calera, uma região de Valparaíso, o local fica a 44km do aeroporto mais próximo, obrigando o elenco a enfrentar uma viagem de ônibus para realizar o jogo. O recém chegado treinador é Luca Marcogiuseppe, que treinava um time da 4° divisão argentina. Sem experiência em grandes equipes, a contratação tem mais a ver com os bastidores do que com futebol.

valdivia
Valdívia assinando contrato com o La Calera. O “El Mago”, recém chegado ao clube, é o único nome conhecido no elenco

O técnico tem como agente Christian Bragarnik, empresário argentino que agencia a carreira de mais de 100 jogadores e técnicos, alguns conhecidos como Crespo, Coudet e Becacecce. Influente nos bastidores do clube, ele também é um dos donos do Elche, da Espanha, e um dos responsáveis pelo crescimento do Defensa y Justicia, atual campeão da Copa Sul Americana e adversário do Palmeiras na Recopa.

Apesar do elenco ser totalmente desconhecido do público brasileiro, o La Calera tem retrospecto favorável contra times aqui do país. Ano passado eliminou o Fluminense da Copa Sul Americana, e fez o mesmo contra a Chapecoense em 2019. No mesmo ano, foi eliminado pelo Altético Mineiro, nos pênaltis.

O único nome que chama atenção é Jorge Valdívia, aquele mesmo, com longa passagem pelo futebol brasileiro, atuando no Palmeiras. Ele foi contratado no começo da temporada atual. O time chileno não deve surpreender, mas pode ser o fiel da balança se conseguir tirar pontos dos adversários.

Conhecendo os adversários, percebe-se que o Grupo do Flamengo realmente não pode ser considerado extremamente complicado, mas o sorteio poderia ter sido mais generoso. O campeão de 2019 precisará estar atento, especialmente nos jogos fora de casa, para evitar passar sufoco. Ainda assim, o Mais Querido é franco favorito e tem tudo para se classificar em primeiro lugar.

Veja também: Flamengo não terá vida fácil na fase de grupos da Libertadores 2021

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação