Diferente de Jesus em 2020, Domènec utilizou 12 novos atletas vindos da base no time principal

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Após terminar na primeira posição do grupo A na Libertadores, o Flamengo agora parte para assumir outra liderança, a do Campeonato Brasileiro. A estratégia deu certo com um time recheado de moleques, o Rubro-Negro venceu o Jr. Barranquilla, e com a volta dos titulares, vai tentar manter o bom aproveitamento e superar o Internacional, no Beira-Rio, domingo.

Já são dez partidas consecutivas sem perder, sob o comando do Dome Torrent, desde a derrota para o Del Valle. E a maior derrota sofrida pelo clube na Libertadores, logo em seguida os problemas causados pela Covid-19. Tudo isso mexeu muito com o elenco, e uniu ainda mais a comissão com os atletas, para darem a volta por cima.

De lá para cá, são oito vitórias e dois empates. O site ‘SofaScore’ trouxe detalhes sobre o trabalho do catalão, que realmente aponta que o time parece ter entendido o jeito dele administrar um grupo. Nos primeiros 11 jogos de Dome, o aproveitamento foi de apenas 51,5%. Foram 13 gols marcados, 18 sofridos, 32 chances claras de gol, 8,9 chutes para a bola balançar as redes e 5,8 em média para sofrer outro.

Já nesta última partida das dez partidas, o aproveitamento deu um salto para 86,6%. São 26 gols marcados, apenas 8 sofridos, ampliou para 33 grandes chances de gol, basta agora uma média de 4,4 chutes para marcar e 12,3 para ter a defesa vazada.

Ou seja, a construção do trabalho em 80 dias vem surtindo efeito. Ainda mais se levarmos em consideração o número de pratas da casa que estão jogando com o treinador; Hugo Souza, Matheusinho, Ramon, Otávio, Noga, Natan, João Gomes, Yuri Oliveira, Guilherme Bala, Lázaro e Richard Ríos. Todos esses tiveram, ao menos, alguns minutos nas mãos da comissão técnica, que não teve medo de lança-los.

O ex-técnico, Jorge Jesus, pelo contrário, não usou sequer um jogador da base durante o período da pandemia até sua saída. O único que havia sido aproveitado em 2020 pelo português foi o Lincoln, na virada sobre a Portuguesa, no último jogo antes da paralisação. O atacante de apenas 19 anos tem sido a marca desse trabalho de integração com a base. Já entre os profissionais há três anos, o Lincoln viveu maus bocados nos últimos meses. Quase foi negociado porquê pouco rendeu do que dele se esperava.

Houve atrito entre a diretoria e o empresário do atleta, mas o Dome bateu o pé e colocou o jovem atacante na lista de opções. Neste ano, ele já fez três gols em 14 participações, sendo titular em apenas quatro. Abrigador, o Dome Torrent fez questão de elogiar o verdadeiro espírito de equipe e deixar claro que o Flamengo não é composto por apenas 11 titulares.

Para o jogo com o Internacional, De Arrascaeta estará de volta. Ele foi um dos destaques em jogo-treino realizado contra o Sub-17 no Ninho do Urubu. O time principal goleou por 5×0, e o Uruguaio deixou o dele. Pedro 2x e Lázaro, além de Éverton Ribeiro, completaram o placar.

Leia também: Imprensa argentina repercute duelo entre Flamengo e Racing pelas oitavas da Libertadores

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação