Cacau Cotta sobre pichações na Gávea: “Não foi a torcida”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Nesta quarta-feira (22), o diretor de relações externas do Flamengo, Cacau Cotta, participou do programa “Os Donos da Bola”, na Bandeirantes, e causou revolta nas redes sociais. Cacau comentou sobre as pichações nos muros da Gávea depois da derrota para o Atlético-MG, sábado passado, fora de casa, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Em uma das pichações, havia a palavra “Mickey”, em uma referência à conquista da Florida Cup, conquistada no início do ano e tratada como um título importante pelo atual técnico Abel Braga e pela diretoria. Segundo Cacau Cotta, o fato de ter sido escrito de forma correta, sem qualquer erro gramatical, indica que a palavra não foi escrita por um torcedor comum.

“Do jeito que foi escrito, Mickey todo certinho, não foi a torcida. Aquilo é político” – afirmou Cacau.

Logo depois, ainda no programa, o diretor deu outra declaração sobre o ocorrido:

“Quando falei do Mickey, parece que o protesto foi escrito no Word, que tinha um papel todo retinho, as letras bem feitas, uma coisa bem programada por um profissional, não é aquele torcedor que vai ali. Por isso, falei que era político. Não estou de maneira alguma desmerecendo o torcedor, querendo chamar de burro, até porque eu e qualquer um aqui também não saberia fazer desse jeito. Daquela maneira, foi profissional, dirigida. Não tenho capacidade para isso”.

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação