Brasileirão do Apocalipse – Capítulo I

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Láááááá atrás o Profeta Kalil, atleticano, profetizou algo que em linhas gerais decretava: “Essa gente está organizando o Flamengo. E se organizar o Flamengo, acabou o futebol brasileiro”. Uma previsão com um tom mesmo de Apocalipse para os antis espalhados por todo o território nacional e pelo planeta.

Fez-se a Luz Rubro-Negra após algumas temporadas de resultados assim-assim, sendo que o nosso assim-assim é de fazer inveja em muita gente por aí, já que contou com uma Copa do Brasil em 2013, além dos costumazes triunfos no arrasado território estadual.

Aí veio 2019… E veio com um massacre pra elevar também o Kalil… A Outro Patamar. Praticamente um Nostradamus.

Pra dar uma tonalidade mística e pincelar ainda mais em tons de Apocalipse os eventos épicos, muito da “redenção” veio pelas mãos do Messias chamado Jorge Jesus, ainda que contando com o auxílio de um time de Apóstolos dos mais milagreiros dentro e fora do campo, e com um mar vermelho e preto de apoio, que inclusive atravessou um outro oceano, o Atlântico, arrebatando uma legião de adeptos em Portugal, entusiasmados com o desempenho do compatriota.

Nesse final de semana a bola rola pelo Brasileirão, que nos moldes do Antigo Normal, já deveria ter começado faz tempo. O Apocalipse, que em 2019 tinha cara de Fim dos Tempos só para os adversários, estendeu suas garras montado no Cavalo do Coronavírus, e o Novo Normal no futebol faz mesmo lembrar as ficções da TV e do cinema.

Gigantes estádios desabitados e sem suas principais testemunhas, e uma atenção redobrada (que tá meio com cara de organização 7 x 1) nível The Walking Dead para uma nova faceta a ser observada de perto em relação aos protagonistas do espetáculo e aos coadjuvantes e figurantes em cena: detecção e isolamento dos infectados.

Com carinha de fim… Só que dessa vez da picada, vêm os adiamentos. Nosso tempero tupiniquim ao Apocalipse. A bagaça já começa a rolar com SEIS times com asterisco na tabela. A previsão aqui do Botteco é de que em breve vai ter um ou mais asteriscos em todas as equipes, e que o Tadeu Schmidt vai agonizar uma eternidade tentando explicar pra gente a corrida dos Cavalinhos.

Agora falando do campo-bola, devemos iniciar a caminhada rumo ao Octa com a Força Máxima Disponível. Aquela escalação que todos nós decoramos e os antis também. E a gente já começa ganhando os jogos da edição 20/21 do Brasileirão na imposição moral. Calendário com ares europeus… Ostentação Made in Europa. Não tem como não aumentar ainda mais nosso já reconhecido e odiado pecado da soberba… Com um técnico chamado simplesmente… Domènec Torrent (lá vem a musiquinha na nossa cabeça).

O catalão chegou chegando. Mostrando muita vontade de trabalhar, fazendo hora extra já no primeiro dia no novo trampo, e com uma humildade malandra de quem chega não em um ambiente arrasado e por recomeçar, como é o hábito por aqui, mas em solo Muito Fértil, em um time que passou os últimos muitos meses conquistando quase todas as taças que disputou.

A curiosidade fica só por conta de observar se, em menos de uma semana, já notaremos alguma diferença, ainda que sutil, no jeito de jogar do Nosso Flamengo.

https://www.flamengo.com.br/noticias/futebol/as-vesperas-da-estreia-no-brasileirao–willian-arao-concede-coletiva-no-ninho-do-urubu

Do lado de lá… Do lado de lá… Com o garbo de quem chega para a competição como um dos “favoritos a tentar atrapalhar a rota vitoriosa Do Favorito”, o Atlético Mineiro de Sampaoli se reforçou bastante, incluindo muitas chegadas de jogadores durante a paralisação do futebol. Dizem as más línguas que pode estar seguindo o péssimo exemplo financeiro dado pelo seu maior rival, que agora agoniza no Círculo B do Inferno Desportivo, mas isso é lá com eles e a gente aqui no BoTTeco não vai fuçar as contas correntes alheias.

Sou suspeito… Mas tô botando muita fé nisso aí não. Tipo assim… O Réver ainda tá por lá no time titular e a principal estrela do ataque veio do Vasco. Tem cara de que pode até brigar na parte alta, muito por conta de um técnico que foge da mesmice da praga do “um a zero é goleada”, mas sem nos incomodar muito.

E é esse o cenário. PARECE, sem querer ser repetitivo e já sendo, haver uma ligeira falta de protocolo viral da parte de quem organiza (ou não) a competição. Ou então tá tudo muito bem protocolado e não alardeado aos quatro ventos, o que, convenhamos, não tem muito a cara da CBF.

No Espanholão, em um momento pandêmico bem mais light que o nosso, poucas semanas atrás teve jogo da última rodada não acontecendo por excesso de infectados em uma das equipes envolvidas. Aqui do lado, em Minas Gerais, rolou também com um time que seria adversário do Cruzeiro na Taça Consolo dos Eliminados no Estadual (não acreditei muito nisso). É esperar pra ver no que vai dar. Oras tu que eu sou ateu.

O Flamengo chega melhor que todos os outros dentro, e também melhor que a maioria fora do campo, para enfrentar esse cenário de Futebol no Apocalipse. Faz sentido. Na ficção também funciona assim. Quem tem mais recursos começa a história com alguma vantagem. Temos boa estrutura na nossa bolha particular, que inclui o Ninho e também já um avião fretado para as dez primeiras rodadas, dentre outras coisas.

Bem… Tem a ausência da Nação na arquibancada, né? Desfalque Gigante. Ainda assim…

Bora torcer.

O Octa vem!!!

Isso aqui é Muito Flamengo.

 

PETISCOS

. OS OLHOS DA CARA. Não é crítica não. Business is Business. Mas o Manto Novo inspirado no mítico da década de 80, por 350 pratas, já faz a nova nota de duzentão nascer desvalorizada.

 

MESA DA ARCOIRIZADA

. APOCALIPSE NOW. O capitão do Botafogo fala Japonês, o Pikachu disse que “falta ganhar um título importante” pelo Vasco… E o fluminenCe ainda insiste em Ganso. É ou não é o Fim do Mundo

 

. MESA DO CARTOLA FC
. Bem, como de hábito, afogarei minhas mágoas e meus vexames aqui. Além de verificar o desempenho do Nosso Flamengo no game. Por enquanto, antes do inferno ter início, tô bem. No Poszão a gente conversa e bebe junto nessa mesa.

 

http://historia.rrn.net.br/rodada-1-cartola-fc-2020-analise-dos-jogos-e-dicas-para-mitar/

 

 

MESA DA JOGATINA

Aquele espaço pra você fazer quase tudo ao contrário e faturar um dinheiro nos sites de aposta. NÃO anota aí e NÃO vai na fé…

FLA x CAM… Óbvio
GRE x FLU… Dá Grêmio
FOR x CAP… Dá Atlético
CFC x INT… Empate
SPO X CEA… Ceará
SAN X BGT… Bragantino
GOI X SAO… Vitória paulista

mercioquerido@gmail.com
Facebook e Instagram: Mercio Querido
Twitter: @sorinmercio

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação