Bons ventos nos tragam o Octa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Bons ventos… Duas vitórias seguidas que, se não foram com atuações exatamente magistrais, foram sim aceitáveis e bem de acordo com o nível médio do Brasileirão do Apocalipse. Bons ventos… Dois jogos sem levar gols, mesmo botando volante na zaga (que matou a pau) e com o principal zagueiro saindo lesionado ainda no primeiro tempo. Bons ventos… Empolgação do elenco, dando um #XôPanela na vibe do 🎼🎼🎼si nos organizamos cogemos todos🎼🎼🎼si nos organizamos cogemos todos🎼🎼🎼. Bons ventos, enfim.

Falando em ventos, não faz muito tempo assim que o nosso compromisso desse final de semana, ao ser olhado na tabela, gerava quase uma anestesia, seguida por uma coçada sem graça na cabeça, um riso amarelo, e um conformado “fudeu”: o Athletico na Arena da Baixada. Costumava ser um Furacão nas nossas pretensões de momento, fossem elas quais fossem. Passou.

Esse jogo fora por lá, aparentemente não é mais um pesadelo pra ninguém, incluindo nosotros. Só dar uma verificada na colocação do Athletico na tabela, transformando a meiúca da mesma em seu habitat natural (12° lugar, com 41,90% de aproveitamento).

Os desfalques da vez são Diego Alves (já acostumei), Rodrigo Caio (#InArãoWeTrust), Renê (tá de boa) e Bruno Henrique (bota o Pedro, Ceni. Nunca te pedi nada desde quinta-feira). Habemus elenco, e o mesmo há de suprir as ausências… Tá.. Isso aí com o Rodrigo Caio tá doendo, mas faz parte.

Do lado de lá… Do lado de lá… Com a campanha medíocre já mencionada aí em riba, o Athletico vem de 2V 2E 1D (nessa exata ordem) nas últimas 5 rodadas. O lateral-esquerdo Abner e o meio-campo Nikão devem voltar à equipe, após serem desfalques por suspensão na última rodada.

A expectativa humilde por lá é de tentar voltar à primeira página da tabela, tentar uma vaga na Sula ou, com um pouco mais de sorte/competência, até talvez uma vaga na Libertadores. Extremamente improvável essa última, mas enfim… Como tem gente até agora achando que o Botafogo escapa da degola, por essa lógica deturpada, tudo é possível. Até mesmo nada.

Boa a festa dos jogadores após a vitória (mais uma) sobre os Pigs. Uma euforia que mostra um estado de espírito totalmente diferente do propagado pelas “fonti” após nossa recente sequência de tropeços. “Ah… Sorin… Sei não. Será que não foi meio de caso pensado?”. Acho que não, mas se foi, tanto melhor. Em que tipo de ambiente conturbado daqueles (pelo que disseram as “fonti”) alguém ia se preocupar em fazer encenação pra manter aparências?

Na tabela… O São Paulo pega o Coxa em casa (quando você estiver lendo isso, de repente até já rolou). EM TEORIA três pontos fáceis na conta da paulistada. Porém… Porém… Parece que o ambiente lá não é dos melhores. E não é de “fonti” nenhuma, já que o BoTTeco aqui nunca opera no Modo Informação. É que realmente os resultados vêm sendo calamitosos desde o pequeno período em que os nossos também andaram assim. Soma-se a isso o barraco do Diniz com jogador ao vivaço na beira do gramado, durante um jogo… Pra bom secador, meia ofensa basta.

Já o Internacional… Já o Internacional… Devo confessar que, mesmo sem ver os jogos, essa sequência de vitórias do time do ABEL BRAGA conseguiu me impressionar. Mas daí os bons ventos (pra nós) botaram um Gre-Nal no meio do caminho. O jejum lá tá bacana de se ver: já são dois anos (11 jogos) que o Colorado não vence o Tricolor-Até-a-Pé- Nós-Iremos-Imortal… Ih… A lá… Me empolguei. E se eu já ando meio acabrunhado com a sequência de vitórias… Mais ficaria ainda com a quebra do jejum nesse exato e definidor momento. Ainda bem que não há de acontecer.

Que o Furacão continue não fazendo jus ao apelido. Assim… O Flamengo bem que podia jogar Benzão, né? Seria um bônus. Mas e se não acontecer, que assim seja. O objetivo: três pontos. O resto “ano que vem” a gente vê.

Vencer, Vencer, Vencer.

Bora pra dentro deles.

Isso aqui é Muito Flamengo.

 

PETISCOS

. VÍRUS MALDITO. Saporra dessa musiquinha ia pegar na arquiba e embalar nossa arrancada rumo ao Octa. Daí a gente tem que ficar cada um na sua casa (tem lugar que nem no bar pode), cantando essa merda na hora do banho. Lamentável. 💉💉💉

. VEIO TARDE. Quase ao apagar das luzes, veio nossa PRIMEIRA VITÓRIA no campeonato jogando contra o povo do G6. Pela posição em que estamos, uma prova inconteste de que realmente a Taça vai pro Menos Pior da Turma. 🏆🏆🏆

. TAPA NA CARA DO TECLADO. Sem pressão ao vivo, fora os eventuais protestos, a Fla Redes Sociais tá se achando no Futebol do Apocalipse. Apesar de que se você olhar friamente vai concluir que 300 mil, 500 mil tweets que sejam, emitindo algum parecer sobre o Flamengo, não significam nada no universo de milhões e milhões. Pra completar, o Ceni deu uma voadora no meio dos peitos: “Não sou um cara muito ligado em redes sociais. Não baseio minhas escolhas em fatores externos”. 🤕🤕🤕

. NUNCA CRITIQUEI. Quando saiu a escalação na quinta com Arão na zaga eu bolei. E deu no que deu. E com o “bônus” do Rodrigo Caio saindo ainda no começo da festa. Tô achando que o Ceni entende mais de futebol que eu. Será? 🤔🤔🤔

. O CRIME COMPENSA. Na noite de quinta, a polícia em Manaus passou o pente fino e prendeu SESSENTA E TRÊS rubro-negros. Estavam cometendo o ato genocida de assistir Nosso Flamengo em alguns botecos. Tudo na moita e com as portas fechadas. Taí um tipo de coisa boa pra você gastar o seu réu primário. Rola até um certo orgulho. 🚔🚔🚔

 

MESA DA ARCOIRIZADA

. ADEQUADO. Salgado, o novo Presidente do Vasco, deixou claras as suas intenções durante a cerimônia da posse: “quero entregar um Vasco melhor, menos endividado, mais vencedor, protagonista”. Parece exagero? Mais ou menos. “melhor” e “mais vencedor” nem é muito difícil. Se bobear é mais difícil conseguir deixar pior e mais perdedor ainda. 📉📉📉

. TAMO JUNTO. O novo Presidente do Chororô, Durcesio (acho que é isso), além de fingir que o Botafogo é grande, agora também deu pra fingir que não tá no Brasil. Disse em uma entrevista que gostaria de manter o atual treinador por QUATRO ANOS. Os times que estão brigando pelo título já não conseguem sossegar a rabiola após dois ou três tropeços, imagina a galera lá do subsolo…📅📅📅

. NÚMEROS. Se por um lado o fluminenCe tem uma sequência na tabela que lhe traz boas recordações quando olha pro primeiro turno, com uma bela sequência invicta que viria bem a calhar na luta por uma vaga na Liberta… Por outro a média de gols sofridos DOBROU após a troca do Odair pelo Marcão (14 gols em 7 jogos). 📋📋📋

mercioquerido@gmail.com
Facebook e Instagram: Mercio Querido
Twitter: @sorinmercio

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação