Arrascaeta comenta sobre confronto decisivo: “Será um jogo intenso”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Na véspera do confronto decisivo na Libertadores, que será nesta quarta-feira, em Montevidéu, contra o Peñarol,  Arrascaeta comentou sobre o jogo. O Flamengo precisa do empate para garantir a classificação para as oitavas de final da competição sem depender do resultado de LDU x San José.

Veja mais: Desembarque do Flamengo no Uruguai

“Eu acho que o time do Peñarol vai focar na Libertadores. É o jogo da classificação tanto para eles, quanto para nós. Nós viemos para isso. Queremos salvar nossa vaga e sair com a vitória daqui. Eu, como uruguaio, sei da vontade e disposição que eles vão para o jogo. Vão vibrar muito. Temos que entrar ligados. Estamos trabalhando para isso. Temos que entrar ligados, vão vibrar muito durante o jogo” – disse Arrascaeta.

Ex-jogador do Defensor e torcedor assumido do Peñarol, Arrascaeta está acostumado a enfrentar o adversário. O jogador vem sendo um dos destaques do Flamengo na temporada e deve novamente ser titular na partida.

Veja também: César será titular na partida contra o Peñarol

“Para o Peñarol, é uma pressão, mas também uma motivação passar da fase de grupos depois de tantos anos. Para nós, também é muito importante passar, temos um time de muito qualidade e vamos entrar ligados para tentar avançar. Independentemente de tudo, temos que entrar ligados, começar o jogo forte. Pode ser que venham com tudo no início para cima de nós ou esperem para sair nos contra-ataques. Temos que estar preparados para tudo” – comentou o jogador.

Abel

“Todos confiam no trabalho do treinador. Até agora, conseguimos todos nossos objetivos. Ganhamos o Carioca, estamos em primeiro no nosso grupo da Libertadores. Tivemos uma derrota importante, mas todos estão conscientes de que precisamos fazer um grande jogo amanhã para passar de fase”.

Estratégia

“Vamos fazer nosso jogo, ficar com a bola, temos jogadores rápidos e técnicos. Mas temos que ficar atentos, o Peñarol tem jogadores rápidos e verticais. Creio que será um jogo intenso. O torcedor do Peñarol vai gritar muito para empurrar o time para passar de fase. Temos que ser inteligentes e encurtar os espaços”.

Violência

“A violência fora de campo é um tema muito complicado. Nosso pensamento é focar no jogo. Dentro de campo pode ser que uma jogada ou outra seja mais violenta. Mas nosso foco é na partida para sairmos vitoriosos”.

Comemorar contra o Peñarol?

“Com certeza. Hoje, estou no Flamengo e tenho que dar o meu melhor para o clube e para a torcida. Se fizer um gol vou vibrar muito. Sou torcedor do Peñarol, mas isso fica fora do jogo”.

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação