Abel Braga: das críticas ao título carioca.

Abel Braga em coletiva pelo Flamengo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Desde o anúncio da vitória de Rodolfo Landim, 8 de dezembro do ano passado, Abel Braga já era o nome mais cotado para assumir o posto de treinador do Mais Querido. E nesse mesmo dia as críticas por parte da torcida iniciaram.

Carreira

Abel Braga é um treinador experiente que tem uma bagagem muita boa, alguns títulos importantes, como a Libertadores e Mundial em 2006 pelo Internacional e um Brasileirão pelo Fluminense em 2012. Pelo Flamengo, possuía o título carioca de 2004. E foi apostando nisso que Landim e Marcos Braz trouxeram o técnico para sua segunda passagem.

Flórida Cup

Iniciou sua segunda passagem com título de pré-temporada após empate com Ajax e vitória nos pênaltis, uma vitória simples contra o Eintracht Frankfurt, que sagrou o rubro-negro como campeão do torneio.

Abel Braga em conversa com o elenco
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Reforços

Abel Braga pega um time do Flamengo recheado de grandes craques, tem um plantel na mão que está facilmente no top-3 Brasil. O técnico logo de cara ligou para Diego Alves e Arão mostrando intuito de aproveitar os dois, deu a faixa de capitão para Diego Ribas, muito contestado por parte da torcida e pediu seus reforços. Rodrigo Caio, Bruno Henrique, Gabriel e Arrascaeta chegaram. Nos programas ou na mesa de bar, todos debatiam sobre como encaixar esses reforços no time titular.

Campeonato Carioca

No estadual rodou o elenco, sempre com o papo de ter dois times igual o Palmeiras fez no ano anterior. Mas como ter dois times, se nem o A ele tinha convicção? As críticas aumentavam pelo fraco desempenho DENTRO de campo contra times menores e até mesmo os grandes rivais, a diferença era grande e o time vencia porém não convencia. Teve a eliminação para o Fluminense na taça Guanabara, no qual o time tinha a vantagem e a não escalação de Arrascaeta fazia aumentar o burburinho nas redes sociais. Na fase decisiva, ganha a Taça Rio nos pênaltis, elimina novamente o Fluminense e vence o estadual em cima do maior freguês.

Abel Braga ganha título carioca.
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

Libertadores 

Com 4 jogos disputados, o Flamengo é o líder com 9 pontos conquistados e precisa somente do empate contra a LDU nesta quarta (24) para se classificar para as oitavas. Com 3 vitórias e uma derrota para o Peñarol em casa, o Flamengo conseguiu vencer a altitude contra o San Jose e venceu dois dos três jogos disputados no Maracanã. Mas contra o Peñarol o técnico acabou o jogo com uma substituição para fazer e deixou Arrascaeta no banco, que vinha de um jogo no qual fez o gol do empate contra o Vasco, e após isso as críticas e o #ForaAbel tomou conta das redes sociais.

Arrascaeta comemora gol pelo Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Arrascaeta

No jogo contra o San Jose, Arrascaeta iniciou seu primeiro jogo como titular com a equipe considerada principal. Nesse mesmo jogo foi importantíssimo e foi eleito pela organização o Melhor da Partida (Best of the Match). Desse jogo em diante não saiu mais do time titular. No primeiro jogo da final do Carioca, participou do início da jogada dos dois gols de Bruno Henrique. No segundo, foi ele quem cruzou a bola na cabeça de Willian Arão para abrir o placar. O uruguaio está aproveitando bem a chance e a tendência é não sair mais do time principal.

Campeonato Brasileiro

No sábado (27) teremos a estreia contra o Cruzeiro, e segundo informações, o time será praticamente todo reserva. O time terá uma sequência pesada de 6 jogos (LDU, Cruzeiro, Internacional, São Paulo, Peñarol e Chapecoense), alternando quarta e fim de semana, 4 deles pelo Brasileirão, até ter uma semana cheia para trabalhar.

Considerações Finais

Não acho que o Abel Braga seria a melhor opção para esse Flamengo recheado de bons jogadores, mas os últimos três jogos me fizeram ver que algumas críticas feitas são injustas. A continuidade de Arão no time, a não retirada dele e recuar o Diego para segundo volante, tem-se uma lógica, se considerada que Arão é bom na jogada aérea, tanto defensiva quanto ofensiva, e com a entrada de Diego ali, a estatura do time cairia. Concordo também que Arão falha várias vezes, vide gol do San Jose, que ele só observa de longe e nada faz, mas ter Arão no time pode ser útil. Poderia ser na reserva, se tivéssemos um segundo volante de fato, como Ramires, especulado na última semana ou Thiago Maia, que a todo instante brinca com os jogadores sobre vir para o clube.

O título carioca dá um respaldo ao técnico para mostrar que o trabalho está sendo feito e está dando resultados. Florida Cup e Campeonato Carioca já foram conquistados. Um empate contra a LDU garante o Flamengo nas oitavas e tira mais esse peso das costas do treinador.

Como sempre falei: aturei Cristovão Borges, Zé Ricardo… então Abel, mostrando evolução nas últimas partidas, merece sim elogios. Se ao fim do ano conquistarmos mais títulos, me cobrem que serei o primeiro a assumir que errei e dá os parabéns.

Não sou daqueles que simplesmente acha que só pode criticar quem está no estádio, sou off-rio e nunca pude vivenciar isso. Não acho que porque ganhou um jogo está imune a críticas e simplesmente tem que “deixar trabalhar”; não podemos falar que está tudo bem e ignorar os erros na vitória, e sim expor eles para que não aconteça esse mesmo erro numa decisão. Vamos bater, criticar, mas vamos elogiar quando achar necessário. Isso aqui é Flamengo. E vamos em busca de mais títulos.

#FestanaFavela

Raj Danilo, rubro-negro nato, SRN

Troque uma ideia comigo no Twitter ou no Instagram.

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada

Bem vindo a História do Redação